O que Davos tem a ver com a Gastromotiva?

Se você acompanhou as nossas redes sociais nas últimas semanas, deve ter percebido a agenda intensa durante o Fórum Econômico Mundial. Um dos encontros mais importantes do ano, Davos recebe líderes mundiais e grandes personalidades que se reúnem em atividades colaborativas para moldar agendas econômicas, políticas e sociais do mundo. O ano de 2020 é crucial e marca uma contagem regressiva para atingirmos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) até 2030.

Há 6 anos participamos do FEM, tendo cozinhado para os convidados cardápio de aproveitamento integral de alimentos nas edições de 2018 e 2019. Mas, esse ano fomos ouvir, aprender e também levar para a mesa algo que acreditamos, e que é a base do nosso trabalho na Gastromotiva: a transformação social através da comida. 

Participamos por exemplo do painel “Fazendeiros e Programadores: Programando o nosso abastecimento de comida”, debatendo como podemos conectar a indústria de alimentos com as novas tecnologias e mudarmos a forma de cultivo. Cerca de 70% dos alimentos do mundo são produzidos por fazendas de pequena escala e administradas por famílias. Muitas estão enfrentando situações que têm se agravado por conta das condições climáticas como: degradação do solo, escassez de água e poluição. A tecnologia é uma importante aliada no combate desses desafios, mas a desigualdade social tende a aumentar o abismo entre os produtores primários de alimentos e tais ferramentas. Como podemos construir mais rapidamente esta ponte?

O Movimento da Gastronomia Social, incubado pela Gastromotiva, foi inspirado pela filosofia do FEM de trazer todos à mesa. Nós engajamos atores do sistema alimentar para colaborar na mudança social em direção a um futuro equitativo, uma sociedade inclusiva e um planeta saudável. O papel do movimento é exatamente este, o de construir pontes. 

Como falou Margaret Mead: “Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas conscientes e engajadas possa mudar o mundo. De fato, sempre foi assim que o mundo mudou.”

Quer saber mais sobre o Movimento da Gastronomia Social e como estamos atuando?

Vai lá no https://www.socialgastronomy.org/ e dá uma olhada. 

Siga nossas redes e venha conversar. Davos é só o começo de 2020.

1+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *