Orgulho LGBTQI+

Hoje é o dia internacional do orgulho LGBTQI+. Apesar das conquistas adquiridas, o preconceito ainda é uma questão que dificulta a inserção no mercado de trabalho. Mesmo assim, histórias de superação na gastronomia nos animam a continuar lutando pela inclusão.

”Na minha visão, hoje somos mais aceitos, ainda existe muito preconceito. Lutamos pela igualdade, pois somos todos iguais, com apenas gêneros e escolhas diferentes.  Sou muito grato à Gastromotiva, pois durante todo o curso, fui muito bem tratado pelos professores e colegas, me senti acolhido e espero que um dia todas as cozinhas sejam assim, com muito amor e respeito!” conta Yuri, formado no curso Cozinheiro Profissional com ênfase em Gastronomia Social.

Larissa Machado é trans e viu na Gastronomia um caminho para mudar sua vida. Quando surgiu a oportunidade de trabalhar em um restaurante, ela começou como serviços gerais, mas batalhou para crescer profissionalmente.”Se eu não tivesse determinação, foco e pessoas ao meu redor para incentivar, acho que eu não teria seguido na área.” 
Amanda Ribeiro foi a primeira aluna trans da Gastromotiva: “A grande dificuldade é o dia-a-dia, o tratamento através dos demais funcionários. Nós temos que ocupar os espaços.  Eu continuo resistindo para existir. O que pedimos é que a gente tenha mais oportunidades de capacitação e empregabilidade”

#DiaInternacionalDoOrgulhoLGBTQI+ #Orgulho #Inclusão #ComidaQueTransforma #SomosGastromotiva

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *